Marco Maia diz que PEC dos Cartórios não será votada de novo tão cedo

O presidente da Câmara, Marco Maia, disse há pouco que "não deverá ser votada tão cedo” a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 471/05) dos Cartórios, que efetiva os substitutos ou responsáveis por cartórios de notas ou de registro que assumiram o cargo sem concurso público. O substitutivo da proposta, proposto pelo deputado João Campos (PSDB-GO), foi rejeitado ontem à noite por 283 votos contra 130. Para ser aprovado, seriam necessários 308 votos favoráveis.

Alguns partidos, no entanto, entraram em obstrução logo após o resultado da votação do substitutivo, inviabilizando assim a votação do projeto original. Isso provocou o cancelamento da votação e o encerramento da sessão, ou seja, a PEC 471/05 poderá ser novamente analisada pela Câmara.

“Na minha avaliação, a proposta foi derrotada”, ressaltou Marco Maia. “Houve uma manobra de alguns partidos no sentido de encerrar a sessão, mas o resultado que foi referendado pela maioria dos deputados foi a rejeição e esse assunto não deverá voltar à Câmara tão cedo”, acrescentou.

 

Reportagem – Carol Pompeu 
Edição – Newton Araújo

 

 

 

FONTE: AGÊNCIA CÂMARA DE NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um icone para log in:

Avise-me sobre novos comentários por e-mail.
Avise-me sobre novas publicações por e-mail.
 

Mapa do Site

Página Inicial

Fale Conosco

Área Restrita

2018 Todos os Direitos reservados. Andecc - Associação Nacional de Defesa dos Concursos para Cartórios